Eficiência Energética Quero saber mais

Serviços

Eficiência Energética

Para otimizar os seus consumos energéticos e evitar os desperdícios de energia, a Proef Renewables apresenta dois modelos:


AUTOCONSUMO



O autoconsumo consiste na utilização de painéis fotovoltaicos para produzir energia para consumo próprio. Este sistema é mais adequado para empresas que tenham consumos de energia significativos durante o dia.

Nos modelos anteriores (com as unidades de microgeração), a energia produzida era injetada e vendida à rede. No autoconsumo a energia produzida é utilizada pelo próprio consumidor.

Eventuais excedentes de produção instantânea, podem ser injetados na RESP [Rede Elétrica de Serviço Público], mas o sistema pressupõe a adequação da capacidade de produção ao regime do consumo existente no local, minimizando a injeção de energia na RESP.

Este programa é regulamentado Decreto-Lei nº 153/2014 de 20 de Outubro.



MODELO DE FUNCIONAMENTO
(POTÊNCIA >1,5KW)

  • A energia elétrica produzida é instantaneamente injetada na instalação de consumo
  • O excedente produzido é injetado na RESP, evitando o desperdício
  • A UPAC é instalada no local de consumo
  • A potência de ligação da UPAC tem de ser inferior à potência contratada na instalação de consumo
  • A potência da UPAC não pode ser superior a duas vezes a potência de ligação




PEQUENA PRODUÇÃO



Energia produzida é totalmente injetada na RESP. Mantém o modelo de atribuição de tarifa via leilão, simplificando e agregando o atual regime Micro e Miniprodução. Mantém requisitos de produção indexados ao consumo de eletricidade existente, na instalação de consumo associada.


MODELO DE FUNCIONAMENTO

  • A unidade de pequena produção (UPP) injeta a totalidade da energia produzida na RESP
  • A instalação de consumo associada, recebe toda a eletricidade proveniente do respetivo comercializador
  • A UPP é instalada no local de consumo
  • A potência de ligação da UPP tem de ser inferior à potência contratada na instalação de consumo e nunca superior a 250 kW
  • Numa base anual, a energia produzida pela UPP não pode exceder o dobro da eletricidade consumida na instalação de consumo